Cadeia de Valor do Conhecimento (parte 2)

agosto 20, 2011 § Deixe um comentário

Conhecimento nessa história

Para definir conhecimento a gente deve analisar todos os blocos que geram uma mudança de ação. Tem uma cadeia que descobri nas minhas pesquisas que ajuda a visualizar bem esses blocos. É a cadeia de valor do conhecimento que aprendi em um texto do site Information Impact.

O que diferencia cada bloco é o contexto onde ele está inserido. Um dado não vira informação se você não souber o que ele significa, uma informação não vira conhecimento se você não enxergar relevância nela e conhecimento não serve pra nada se não aplicá-lo de maneira apropriada.

Segundo este conceito, temos o conhecimento dividido em categorias:

Dados, são representações de fatos, com eles podemos acompanhar conscientemente algo que está acontecendo.

Informação, são dados com contexto, além de acompanhar podemos interferir no fato.

Conhecimento, é a informação com contexto, entendemos a relevância da informação e podemos criar algo a partir dela.

Sabedoria, é o conhecimento com contexto, aplicamos o conhecimento de maneira estruturada e replicável.

Qualidade no conhecimento

Como esse tipo de definição é um tanto quanto subjetivo, pensei em 3 componentes que ajudam a entender um pouco esse conceito. São estágios de maturação do conhecimento:

Definição do conhecimento: Representa a especificação do conhecimento. As premissas que vamos nos pautar para utilizá-lo. “Pra que isto serve?” é a pergunta padrão desse componente.

Conteúdo do conhecimento: É o conhecimento na sua forma mais prática. É o teor daquilo que queremos ensinar ou aprender, o passo a passo. O conteúdo determina a relevância do conhecimento, é a maneira como as pessoas determinam se vale a pena aprender ou não. “Como se faz?” é a pergunta que representa o conteúdo.

Apresentação do conhecimento: É a forma como o conhecimento é mostrado. Tem muita influência sobre o entendimento que os outros têm do conhecimento que está sendo repassado. A pergunta que se faz aqui é “qual a melhor maneira de se aprender isto?”. A apresentação também influencia a percepção da relevância do conhecimento.

São estes 3 componentes juntos que determinam a qualidade de um conhecimento. E nos ajudam bastante a “pescar” o que é útil dentro das inúmeras informações as quais temos acesso diariamente, é o que vai dar o contexto à informação.

Anúncios

Onde estou?

Você está atualmente visualizando os arquivos para agosto, 2011 em Marcelo Tibau.